Grande Realidade …

13775573_1127391067335275_8124534503152035320_n

Publicado em Radioamadorismo

Ai Está a Minha Humilde Estação Pu3Jad e Px3P3273

Publicado em Onzemetrista, Radioamadorismo | Marcado com

Radioamadora Alda Schlemm Niemeyer – PP5 ASN

Eis a Grande Radioamadora  Alda Schlemm Niemeyer PP5ASN ajudando durante a enchente de 1983

Citação | Publicado em por | Marcado com | 1 Comentário

vídeo Do Colega Radioamador PY3LC Nery De Erechim Rs

Vídeo | Publicado em por | Marcado com

Visitando Porto Alegre RS Visite o Memorial Landell De Moura

screenshot.2016-06-27

Acesse o link Abaixo

http://www.memoriallandelldemoura.com.br/

Citação | Publicado em por | Marcado com | 2 Comentários

Vídeo De Como Tirar a Microfonia Dos Rádios Px Maga Star,Maga Sistem,Voyager

Citação | Publicado em por | Marcado com

Ser Radioamador Ou Onzemetrista é Assim

Citação | Publicado em por | Marcado com

Grande Radioamador 1° Sargento RR José Faria Insaurriaga Da Defesa Civil

Citação | Publicado em por | Marcado com

Como Se Faz Uma Galena

Citação | Publicado em por | Marcado com

TRANSCEPTOR PX 27MHZ (AGULINHA 2)

Esse é um projeto meu que sempre foi o meu sonho nos anos 80,hoje consigo realiza-lo,usa um 2n3904,bd135 e na saída qualquer transistor de potencia de qualquer px,sua potencia fica entre 3,5 á 4 watts,não usa trafo de modulação,o nível de áudio ficou excelente,para quem quiser monta-lo ele pode se adaptado a qualquer receptor pois tem saída de antena e alimentação 12v para o receptor.

Citação | Publicado em por | Marcado com

TRANSCEPTOR AGULHINHA 11 METROS

O AUTOR DO ESQUEMA DESSE TRANSCEPTOR AGULHINHA É O AMIGO WAGNER TEIXEIRA ,ELE TEM UM BLOG ONDE ELE PUBLICA SEUS ESQUEMAS E MONTAGENS . ELE MOSTRA ATRAVÉS DE VÍDEOS QUE OS ESQUEMA QUE ELE PUBLICA EM SEU BLOG REALMENTE FUNCIONAM !! PARA OS AMIGOS QUE DESEJAREM MONTAR O AGULHINHA AI ESTÁ O LINK DO BLOG DO WAGNER TEIXEIRA.

Para Mais Informações Clique no Link

http://pu2xlb.blogspot.com.br/p/radio

Citação | Publicado em por | Marcado com

Dom Luiz Felipe de Nadal PY3ATR

A Rádio São Miguel de Uruguaiana foi fundada pelo 3º Bispo de Uruguaiana, Dom Luiz Felipe de Nadal, e foi ao ar em caráter definitivo no dia 1º de maio de 1963, às 20 horas e 17 minutos, com a mensagem de sua Excelência Reverendíssima. Jesus Maria Macuco, consagrado técnico eletrônico, foi o responsável pela montagem da emissora. Dom Luiz lamentavelmente faleceu em acidente aviatório, dois meses após a inauguração da emissora que considerava a menina dos seus olhos.

domluisfelipe

O rádio era sua grande paixão. Foi radioamador ativo e, em Porto Alegre, ainda padre, criou e dirigiu vários programas na Rádio Difusora, como “Tio Valeriano”, programa infantil, “Noturno da Fé”, “Hora do Angelus” e “A Hora Católica” que informava tudo sobre a Igreja. Em Uruguaiana fundou a Rádio São Miguel, emissora da Diocese.

http://www.portaluruguaiana.com.br/noticias/2010/04a/29/saomiguel_47/smiguel.html

Citação | Publicado em por | Marcado com

Homenagem Ao Primeiro Radioamador Brasileiro

13102691_847280982042937_3301912510968900012_n

Imagem | Publicado em por | Marcado com | 1 Comentário

O Rancho do Radioamador Está Chegando

A LABRE-RS, apoiadora de todas as iniciativas que promovam o radioamadorismo, está divulgando o 64º Rancho, dedicando um link especial em sua página.

Além de todas as informações ali contidas, agora teremos o acesso direto a página do Rancho, que contem todas as informações para os interessados em participar do próximo, que acontecerá nos dias 12 e 13 de Novembro de 2016, na cidade de São Pedro do Sul. Nosso colega Leoni – PY3LAT está coordenando a organização, com o apoio da USRA, que estará desenvolvendo a programação de radioamadorismo.

Programe-se, você não pode perder este grande acontecimento radioamadorístico.

racho

Publicado em Radioamadorismo | Marcado com

Vídeo Do Museu Dos Rádios Transceptores

Publicado em Radioamadorismo | Marcado com

Participe da Campanha do Agasalho …

Caros amigos e simpatizantes o frio está chegando e nós do Grupo Px Sul Rs estamos unindo ás nossas forças para ajudar aqueles que estão passando frio neste inverno, então pedimos a sua ajuda se você tiver alguma peça de roupa sobrando em bom estado pedimos a sua doação pode ser na sede do Grupo Px Sul Rs na Rua Curitiba Bairro Ana Neri conforme também buscamos sua doação, será para os moradores do Loteamento Bem Viver contamos com sua ajuda para mais informações ligue (51)9898-1282 com o José ou Fábricio (51)9939-6631

13118919_519917764861687_2110202882402335438_n

Todo processo de doação será a Cargo da amiga Bia  lima moradora do bairro será através de cadastro para melhor controle,todos interessados poderão acompanhar a distribuição através de fotos no site :

https://grupopxsulrs.wordpress.com/

Participe …

Citação | Publicado em por | Marcado com

Vem Ai Um Grande Conteste Participe …

conteste

Citação | Publicado em por | Marcado com

Contra o Limite na Franquia de Dados na Banda Larga Fixa

Vivo, GVT ,OI, NET, Claro, Anatel, Ministério Publico Federal : Contra o Limite na Franquia de Dados na Banda Larga Fixa
De acordo com a coordenadora, o Marco Civil da Internet deixa claro que uma companhia de telecomunicações só pode impedir o acesso de um cliente à internet se este deixar de pagar a conta. Para ela, as operadoras estão aproveitando uma brecha na legislação – que proíbe explicitamente o modo de cobrança por franquia – para “obrigar” o consumidor a pagar mais caro por um plano com um limite maior, mesmo que a qualidade da conexão ainda deixe a desejar em termos de estabilidade e velocidade.”Esta mudança é ilegal e não trará benefícios para o usuário. De acordo com Maria Inês, coordenadora institucional da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor, “Nós entendemos que a Anatel não pode se omitir e aceitar essa mudança, porque o consumidor é quem vai sair perdendo. Uma mudança como essa precisa passar por uma ampla discussão antes de ser aprovada. Isso é um retrocesso.”

A ideia das operadoras visa forçar os seus clientes a trocaram para um plano com internet mais rápida no intuito de terem uma maior franquia mensal.

Sign the petition

https://secure.avaaz.org/po/petition/Vivo_GVT_OI_NET_Claro_Anatel_Ministerio_Publico_Federal_Contra_o_Limite_na_Franquia_de_Dados_na_Banda_Larga_Fixa/?fpla
Citação | Publicado em por | Marcado com

Vídeo Da Antena Moxon Para Uso No Vhf

CONSTRUÇÃO SIMPLES DE UMA ANTENA MOXON, FAIXA DE VHF, 144 A 148 MHZ PARA PRIMEIRAS EXPERIÊNCIAS EM VHF PREFERI A POLARIZAÇÃO HORIZONTAL, MAS PODE-SE COLOCA-LA  NA VERTICAL NAS PRIMEIRAS AFERIÇÕES A ROE SE MANTEVE BAIXA, 1.5. OS MATERIAIS SÃO SUCATAS DE ANTENAS DE TV, CANO DE PVC 3/4, ABRAÇADEIRAS DE NYLON, GRAMPO U 3/4, MATERIAIS ISOLANTES EM TUBO, FITA ISOLANTE.

Publicado em Radioamadorismo | Marcado com

Parabéns a Rádio Santa Cruz 550 Am Completando Hoje 70 Anos

 A voz das comunidades

CasaRadio

Fundada aos 07 de abril de 1946, a Rádio Santa Cruz  celebrou o  (70 anos) de atividades e serviços à região em 2016. Como pioneira em radiodifusão regional, a Rádio Santa Cruz continua como uma das maiores emissoras da região, cujo alcance ainda é o maior. A Rádio Santa Cruz já se tornou uma referência em comunicação tanto na cidade, como no interior. Trata-se de uma rádio de longo alcance que atinge a maioria dos municípios da Diocese de Santa Cruz do Sul, além de ser ouvida em Santa Maria (150 Km), Porto Alegre (145 km), Pelotas (220 Km) e Farroupilha 200 (Km).

A Rádio Santa Cruz foi fundada por Arnaldo Ballvê e foi a pioneira de uma rede de 15 rádios no interior do Estado. Nos anos 90 Arnaldo Ballvê vendeu a rede de rádios para a família Proença. Em 2002, a Rádio Santa Cruz foi adquirida por um grupo de Santa Cruz do Sul, sob coordenação da Mitra Diocesana. Desde o dia 1° de setembro de 2002, a Rádio Santa Cruz conta com uma administração local que sempre teve como prioridade recolocar a emissora totalmente à serviço do desenvolvimento local e regional, bem como exercer uma comunicação com ética e solidariedade.

Embora novas rádios tenham proliferado nos últimos anos, a Rádio Santa Cruz continua como líder em preferência em nossa região devido ao seu estilo popular, seu longo alcance, seu pioneirismo, sua tradição e sua potência de 5 KW(Kilowatts) regulados por duas antenas propagadores, sendo uma positiva e outra neutra, operando em 550 KHz AM (Amplitude Modulada).

Há 40 anos a Rádio Santa Cruz transmite a missa dominical diretamente da Catedral São João Batista. Esta missa é ouvida por inúmeros fiéis, de perto e de longe. Inclusive, muitos deixam de acompanhar missas de suas regiões para acompanhar a missa transmitida de Santa Cruz do Sul, pois a mesma já faz parte de cultura e dos costumes populares. Há 40 anos também a emissora transmite a Oração da Ave-Maria, às 18 horas.

A Rádio Santa Cruz opera em sinal aberto atingindo todo o território da Diocese de Santa Cruz do Sul com seus 40 municípios, além de atingir municípios como: Santa Maria (150 Km), Porto Alegre (145 km), Encruzilhada do Sul (150 Km), Farroupilha 200 (Km), Agudo, Arroio dos Ratos, Barros Cassal, Bento Gonçalves, Bom Retiro do Sul, Estrela, General Câmara, Venâncio Aires, Paraíso do Sul, Restinga Seca,Santa Maria, São Jerônimo, São Sepé, Sobradinho, Teutônia, Lajeado, Vale Verde, entre outros.

Segundo os últimos levantamentos, o sinal da Rádio Santa Cruz atinge mais de 120 municípios na região central do Estado do Rio Grande do Sul.

Citação | Publicado em por | Marcado com

Petição com pedido imediato nas modificações das leis de Radioamadorismo

Petição com pedido imediato nas modificações das leis de radioamadorismo

Por que isto é importante

A Constituição da Republica Federativa do Brasil nos diz que todos somos iguais perante a lei. O Artigo 5° da Constituição nos garante o direito de expressão e comunicação. Art. 220. A manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição .
§ 1º – Nenhuma lei conterá dispositivo que possa constituir embaraço à plena liberdade de informação jornalística em qualquer veículo de comunicação social, observado o disposto no art. 5º, IV, V, X, XIII e XIV.

Porém as leis de telecomunicação (RADIOAMADOR) restringem esses direitos garantidos por lei. Discrimina por classe os usuários de radio transceptor e determina uma modalidade (telegrafia) como forma determinante para aquisição de classe.

Desta forma pedimos: 1 – A “CURA” – Classe Única de Radioamadores no Brasil.
2 – O Fim da MODALIDADE (CW) como critério de avaliação, no caso para inclusão na (CURA), e sim a opção de ser avaliado tecnicamente apara fazer uso da modalidade e receber uma “Licença Especial” de U.E.R.T (Uso Exclusivo de Rádio Telegrafia) e uma taxa a parte, como por exemplo a opção de usar satélite ou não.
3- A inclusão da faixa de 11 metros (Cidadão) no conjunto de Bandas destinada ao Rádio Amador, não mais liberar o indicativo apenas um preenchimento de formulário, afinal quem usa um TRANSCEPTOR é um radioamador segundo a (Anatel), assim das estações bases e moveis da faixa de 11 metros, o cumprimento integral das normas e regras do radioamadorismo.
4 – A implantação de uma só classe de Rádio Amador, através de aplicação exames de Legislação, Ética operacional, Técnica e noção de Radioeletricidade. (Para uso das faixas – Espectro).
5 – Que a classe única de radioamadores (CURA) possa utilizar todo espectro permitido já em vigência para comunicação em fonia, que hoje se encontra disponível e separado por classes.
6 – A não quebra dos acordos internacionais em relação à segurança pública desde que não fira os princípios básicos da proposta da (CURA)
7 – Que a ANATEL possa repensar as formas de aplicações de exames para formação de novos radioamadores, facilitando o acesso ao direito do cidadão de realizar o exame quando se sentir preparado, podendo este exame ser realizado Online, direto no site da instituição e/ou através de uma instituição de rádio devidamente legalizada e credenciada para tal, coma as LABRES, CLUBES E ASSOCIAÇÕES DE RÁDIO AMADORES, não necessariamente acompanhado por um agente da ANATEL no local o que gera custos e despesas a entidade que já tem muita dificuldade de subsistência devido ao número cada vez menor de usuários de rádio e a burocracia da legislação em vigência.
8 – Que o CW continue ocupando seu lugar de destaque da seguinte forma: Manter o início das faixas exclusiva para o exercício da MODALIDADE, sendo que somente pessoas capacitadas tecnicamente poderão e devidamente licenciada poderão utilizar dos meios de comunicação em telegrafia, motivo de muito orgulho para a maioria dos classe B/A que deveriam receber uma patente por tal marido como por exemplo, a “Licença Especial” de U.E.R.T (Uso Exclusivo de Rádio Telegrafia) por já terem passado esta etapa.
9 – Que todas as LABRES, Associações, Clubes e outros que usam os benefícios de serem órgãos representativos do Rádio Amador, segam princípios básicos e sejam obrigados a apresentar um calendário mensal e anual de atividades que vão desde proporcionar Experimentos Técnicos, Cursos, Contestes, Campeonatos, Exames e outros de CW e demais modalidades existentes no seguimento radio amadorístico, além de apoio técnico ao sistema de segurança pública e jurídico quando necessário ao rádio amador, prestando conta em forma de relatórios e sujeita a fiscalização de um rádio amador comum, associado ou não, seja obrigado a entidade a fomentar nas escolas, faculdades e na sociedade em geral a modalidade para dar lugar de destaque como nunca antes feito.
10- O Fim das Repetidoras nas mãos de um Classe A e sim em nome de uma instituição ou um grupo de no mínimo 7 rádio amadores responsáveis pela outorga, pois a falte de vontade de uma só pessoa e o descaso de uma instituição não pode ser fator de impedimento de instalação e legalização de um instrumento tão importante como uma Retransmissora de Amadores.
11- Que as potência máximas permitidas não ultrapasse o valor de 1000 watts, e que seja considerado crime o uso de potência a cima do valor citado como fazer muitos rádio amadores hoje, sujeito a fiscalização de um outro rádio amador.
12 – Que o RÁDIO AMADOR fique responsável junto as autoridades locais se identificar e estabelecer uma determinada frequência para uso em caso de emergência ou calamidade púbica, e que sua estação de rádio base ou móvel, seja obrigatoriamente colocada à disposição da sociedade e autoridades em parceria.
13- Que a cima de tudo o radioamadorismo seja declarado em primeiro lugar um serviço de utilidade pública social, com caráter de salvar vidas, depois um hobby, para que seja garantido o direito de se instalar repetidoras, bases de apoio e para fins de experimentos técnicos em locais públicos como escola, faculdades, associações, cabines em alto de serras e etc.
14- Os acordos internacionais tratados em convenções em regras e normas nas comunicações aéreas, marítimas, forças armadas e segurança nacional, ética e técnica operacionais, partes de legislação que não firam os princípios básicos da (CURA) Classe Única de Radioamadores) permaneçam como está, Junte-se a nós !! Assine essa petição, confirme sua assinatura, compartilhe entre seus amigos que faz uso de radio transceptor.

Nossa fanpage :
http://www.facebook.com/radioamador6975

Assine a petição acesse o link abaixe :

https://secure.avaaz.org/po/petition/Camara_dos_deputados_federais_Reforma_nas_leis_de_telecomunicacao_Radioamador_fim_da_discriminacao/?rc=fb&pv=14

Citação | Publicado em por | Marcado com

Fica a Dica Shop Antenas Equipamentos.Com e Acessórios

screenshot.2016-04-04 screenshot.2016-04-04 (1)

Procure Na Lista de Links Ou Clique Encima  Do Link e Pronto

http://www.shopantenas.com.br/

 

Citação | Publicado em por | Marcado com

Anatel quer agrupar telefonia fixa, celular e internet em um único serviço

 

Proposta apresentada pelo conselheiro Rodrigo Zerbone cria o Serviço Convergente de Telecomunicações

Foto: EBC

Telefonia

Telefonia

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) começou nesta quinta-feira, 31, a discutir a criação de uma nova modalidade de serviço para abranger os serviços de telefonia fixa, telefonia móvel e internet, que deverão ser prestados em regime privado e não terão regulação de preços pela Agência. A proposta, apresentada pelo conselheiro Rodrigo Zerbone, cria o Serviço Convergente de Telecomunicações (SCT).

Atualmente, apenas o serviço de telefonia fixa é prestado em regime de concessão, que deve obedecer regras estipuladas pela Anatel e tem os preços regulados. Os demais serviços, como telefonia móvel, internet fixa e TV por assinatura e algumas empresas de telefonia fixa, são oferecidos em regime privado, com autorizações, e seguem as regras de mercado.

A proposta de Zerbone retira o serviço de telefonia fixa do regime de concessão e determina que todos os serviços incluídos no SCT serão prestados em regime privado.

Pedido de vista

“Não creio que uma divisão artificial dos serviços, que não representa efetivamente o interesse do consumidor e o potencial de tecnologia que temos para a prestação dos serviços, possa servir de algum benefício para o desenvolvimento setorial. Ao contrário, acho que, nesse aspecto, o órgão regulador deve se retrair e deixar que o mercado evolua de forma mais autônoma em relação às suas potencialidades”, disse Zerbone. A proposta não foi votada hoje por causa de um pedido de vista do conselheiro Otávio Rodrigues.

O conselheiro disse que a proposta tem como objetivo adequar a telefonia fixa à realidade do setor. “O atual arcabouço normativo foi criado em uma época em que a telefonia fixa era o principal desafio do Brasil, a internet comercial estava engatinhando ainda e a telefonia móvel não estava nem próxima da importância que tem hoje”, acrescentou.

Segundo as regras apresentadas hoje, a adesão das empresas ao novo serviço é livre, mas elas deverão cumprir todas as obrigações estabelecidas na concessão antes de migrar para o serviço privado.

Revisão

A proposta de Zerbone foi apresentada durante a discussão da revisão dos contratos de concessão do serviço de telefonia fixa, que devem ser revistos a cada cinco anos. O prazo para aprovação de uma proposta de revisão termina no dia 30 de abril, mas o presidente da Anatel, João Rezende, informou que a agência pedirá uma nova prorrogação do prazo.

No mês passado, o conselheiro Igor de Freitas havia apresentado uma proposta prevendo que o regime de concessão na telefonia fixa deveria ser mantido apenas para localidades que só têm orelhões para comunicação e não têm cobertura de telefonia celular. No restante do país, a telefonia fixa seria oferecida por meio de autorizações, mas com alguns compromissos como a manutenção da oferta de acessos individuais.

Citação | Publicado em por | Marcado com

Radioamadores Brasileiros das Classes A e B poderão operar imediatamente em Portugual

Chamo a especial atenção a todos os  radioamadores brasileiros de visita turística a Portugal que são considerados documentos habilitantes para a utilização de estações de amador, quando em estadas temporárias em Portugal, os Certificado de Operador de Estação de Radioamador (COER), das classes A e B, emitido pela Administração da República Federativa do Brasil, podendo imediatamente operar em território português à sua chegada respeitado as faixas de frequências e potências de emissão determinadas para cada classe, equivalentes às categorias 1 e 2 portuguesas, sendo as bandas definidas no Anexo 6 ao Quadro Nacional de Atribuição de Frequências (QNAF) de Portugal.
Decreto-Lei n.º 53/2009, de 2 de Março
Artigo 3.º Acesso à atividade de amador
1 – A prática do radioamadorismo e a utilização de qualquer estação de amador pressupõe a obtenção de um CAN ou a titularidade de um documento habilitante válido, emitido nos termos das recomendações aplicáveis da
CEPT ou da UIT ou emitido por país com o qual Portugal tenha um acordo de reciprocidade.
2 – O CAN pode obter-se:
b) Através de requerimento dirigido ao ICP-ANACOM, nos casos de detentor de certificado HAREC emitido por país signatário da recomendação aplicável da CEPT, de certificado UIT ou de documento habilitante válido emitido por país com o qual Portugaltenha um acordo de reciprocidade.
Artigo 5.º Categorias de amador
1 – Existem seis categorias de amador: 1, 2, 3, A, B e C,correspondendo as três primeiras – 1, 2 e 3 – à classificação dos amadores após exame de aptidão realizado ao abrigo do presente decreto-lei e dos procedimentos nele previstos e as outras três – A, B e C – às categorias já existentes, que se mantêm.
3 – Sem prejuízo do disposto nos n.os 8 e 9 do artigo 6.º, o acesso à categoria 2 é feito mediante:
b) Solicitação dos titulares de documentos habilitantes válidos emitidos pela CEPT, UIT ou por país com o qual Portugal tenha um acordo de reciprocidade.
4 – Sem prejuízo do disposto nos n.os 8 e 9 do artigo 6.º, o acesso à categoria 1 é feito mediante:
b) Solicitação dos titulares de documentos habilitantes válidos emitidos pela CEPT, UIT ou por país com o qual Portugal tenha um acordo de reciprocidade.
6 – O ICP-ANACOM define e publicita os procedimentos e as regras a observar relativamente ao acesso às categorias de amador de titulares de documentos habilitantes válidos emitidos pela CEPT, UIT ou por país
com o qual Portugal tenha um acordo de reciprocidade.
Artigo 8.º Utilização de estações
1 Sem prejuízo das limitações fixadas na lei, os titulares de CAN, com exceção dos da categoria 3, podem:
a) Utilizar as suas estações individuais de amador, tanto fixas,com o limite de uma estação principal e uma adicional, como móveis ou portáteis, nos termos do presente decreto-lei, bem como de todas as regras de execução e procedimentos aprovados e publicitados pelo
ICP-ANACOM ao abrigo do mesmo;
b) Utilizar estações de uso comum;
c) Utilizar, de acordo com a sua categoria, estações individuais de outros amadores, com exceção das estações dos amadores da categoria 3;
d) Partilhar a utilização das suas estações individuais com outros amadores, de acordo com a sua categoria.
3 – Aos titulares de documento habilitante válido emitido pela CEPT, UIT ou por país com o qual Portugal tenha um acordo de reciprocidade aplicam-se as regras previstas no n.º 1.
4 – A responsabilidade pelo funcionamento das estações referidas no n.º 1 é do titular do CAN ou do titular de licença emitida nos termos das recomendações aplicáveis da CEPT ou UIT ou ainda do titular de documento habilitante válido emitido por país com o qual Portugaltenha
um acordo de reciprocidade.
Artigo 12.º Obrigações dos utilizadores das estações de amador
3 – Os titulares de CAN ou de outro documento habilitante válido emitido ao abrigo de recomendação aplicável da CEPT, da UIT ou de país com o qual Portugal tenha um acordo de reciprocidade, são considerados utilizadores de estações de amador, presumindo-se, até prova em contrário, a utilização efectiva de uma estação sempre que se verifique a existência de uma antena exterior no local.
Artigo 14.º Autorizações especiais
1 – O ICP-ANACOM pode conceder autorizações temporárias para o funcionamento de estações, com localizações definidas, nos termos do n.º 1 do artigo 15.º, que não cumpram no todo ou em parte as disposições técnicas definidas no presente decreto-lei, a titulares de CAN, com exceção dos da categoria 3, bem como a titulares de licenças de estação de uso comum ou de documento habilitante válido emitido pela CEPT, UIT ou país com o qual Portugal tenha um acordo de reciprocidade.
***************************************************************************************
PROCEDIMENTOS  PREVISTOS NO DECRETO-LEI N.º 53/2009, DE 2 DE MARÇO QUE DEFINE AS REGRAS APLICÁVEIS AO SERVIÇO DE AMADOR E AMADOR POR SATÉLITE
Nos termos do Decreto-Lei n.º 53/2009, de 2 de Março, compete ao ICP-ANACOM definir e publicitar as matérias a que se referem os n.º 4 do artigo 4º, n.º 6 do artigo 5º, n.º 12 do artigo 6º, n.º 4 do artigo
7º, n.º 4 do artigo 8º, n.º 13 do artigo 10º, n.º 3 do artigo 11º,alínea b) do n.º 1 do artigo 13º, n.º 5 do artigo 16º, n.º 3 do artigo 17º e artigo 26º daquele diploma, necessárias à sua execução.
Assim, importa dar cumprimento a essas disposições legais, definindo e aprovando as matérias respetivas:
I Meios eletrónicos a utilizar nos procedimentos que envolvam a comunicação entre o ICP-ANACOM e os titulares de Certificado de Amador Nacional (CAN) e de licenças de estação de uso comum e nos requerimentos a submeter àquela autoridade – Artigo 26º do Decreto-Lei n.º 53/2009
1.O ICP-ANACOM cria, mantém e disponibiliza no seu sítio na internet formulários electrónicos aos quais:
b) Os indivíduos ou entidades que pretendam requerer a realização de exame de aptidão de amador ou a atribuição de licença de amador de uso comum, bem como os titulares de documentos habilitantes emitidos nos
termos das recomendações aplicáveis da CEPT, UIT ou emitido por país com o qual Portugal tenha um acordo de reciprocidade podem aceder mediante o respectivo registo no acto de acesso.
III – Procedimentos e regras a observar relativamente ao acesso às categorias de amador de titulares de documentos habilitantes válidos emitidos pela CEPT, UIT ou por país com o qual Portugal tenha um
acordo de reciprocidade – N.º 6 do artigo 5º do Decreto-Lei n.º 53/2009
1. Consideram-se documentos habilitantes;
a)  O certificado HAREC, emitido por administração de outro país nos termos da Recomendação CEPT T/R 61-02, dando acesso à categoria 1 de amador e à emissão do correspondente CAN e licença CEPT;
b) O Certificado de Operador de Estação de Radioamador (COER), da classe A, emitido pela Administração da República Federativa do Brasil, dando acesso à categoria 1 de amador e à emissão do correspondente CAN e licença CEPT;
 
c)   O Certificado de Operador de Estação de Radioamador (COER), da classe B, emitido pela Administração da República Federativa do Brasil, dando acesso à categoria 2 de amador e à emissão do correspondente CAN e licença CEPT novice.
 
IMPORTANTE:
Assim, basta aos colegas brasileiros em visita turística de se fazem acompanhar pelo seu COER da classe A ou B,  para poderem operar imediatamente em móvel ou portátil em Portugal, exigindo a operação em fixo as outras condições assinaladas no capitulo III – Procedimentos e regras a observar relativamente ao acesso às categorias de amador de titulares de documentos habilitantes válidos emitidos pela CEPT, UIT ou por país com o qual Portugal tenha um
acordo de reciprocidade (caso do Brasil) – N.º 6 do artigo 5º do Decreto-Lei n.º 53/2009.
 
Exemplificando, um caso pratico com o indicativo PY1AA:
 
Caso tivesse o COER da classe A ou B, o indicativo a utilizar imediatamente, em Portugal continental, seria CR7/PY1AA/M (móvel) ou CR7/PY1AA/P (portátil).  No caso da sua estada temporária nos Açores e Madeira a única variação seria no prefixo CR8, para o Arquipélago dos Açores ou CR9, para o Arquipélago da Madeira, em substituição de CR7.
2. O titular de documento habilitante válido, emitido nos termos do número anterior, pode solicitar ao ICP-ANACOM, a atribuição de um CAN ao abrigo da alínea b) do n.º 2 do artigo 3º do Decreto-Lei n.º
53/2009, bem como o acesso à correspondente categoria de amador.
3. A solicitação referida no número anterior deve ser apresentada através de requerimento, preenchido em formulário existente para o efeito no sítio do ICP-ANACOM na internet, instruído com os seguintes
elementos:
a) Nome;
b) Nacionalidade;
c) Data de nascimento;
d) Morada;
e) Telefone de contacto;
f) E-mail de contacto;
g) Localização da estação fixa principal;
h) Localização da estação fixa adicional (se aplicável);
i) Número de documento de identificação (bilhete de identidade,passaporte ou cartão do cidadão);
j) Número de identificação fiscal;
k) Autorização de residência em Portugal, no caso de se tratar de candidato nacional de país externo à União Europeia;
l) Autorização escrita de quem exerça o respectivo poder paternal ou tutela, nos termos da lei civil, no caso de se tratar de candidato menor;
m) Cópia do documento habilitante.
VI
Identificação dos documentos habilitantes que permitem a utilização de estações e dos procedimentos específicos a que se encontram obrigados os respetivos titulares – N.º 4 do artigo 8º do Decreto-Lei n.º
53/2009
1. São considerados documentos habilitantes para a utilização de estações de amador, quando em estadas temporárias em Portugal, os seguintes:
c)  Certificado de Operador de Estação de Radioamador (COER), das classes A e B, emitido pela Administração da República Federativa do Brasil.
IX Regras para a consignação e para a utilização de indicativos de chamada de estação (IC, ICO e ICOA) – N.º 5 do artigo 16º do Decreto-Lei n.º 53/2009
15. Sempre que um amador estabeleça comunicações ao abrigo de um documento habilitante válido emitido por país com o qual Portugaltenha um acordo de reciprocidade, para além do disposto no nº 12, deve emitir o IC da sua estação de amador antecedido do prefixo:
a) ”CR7”, se estiver a operar numa estação de amador situada na área geográfica POR;
b) ”CR8”, se estiver a operar numa estação de amador situada na área geográfica AZR;
c) ”CR9”, se estiver a operar numa estação de amador situada na área geográfica MDR.
*******************************************************
ATENÇÃO, este breve resumo não dispensa a consulta das versões
integrais dos documentos:
– Decreto-Lei n.º 53/2009, de 2 de Março;
– Procedimentos previstos no Decreto-Lei N.º 53/2009, de 2 de Março que define as regras aplicáveis ao serviço de amador e amador por satélite.
– Anexo 6 ao Quadro Nacional de Atribuição de Frequências (QNAF).
Todos os documentos, estão disponíveis para consulta no sitio da
Internet da ANACOM – Autoridade Nacional de Comunicações de Portugal
Fonte:
João Costa  CT1FBF ct1fbf@gmail.com
Publicado em Radioamadorismo | Marcado com

 ANATEL altera a forma de identificação da Homologação

ANATEL ALTERA FORMA DE IDENTIFICAÇÃO DA HOMOLOGAÇÃO

A Anatel publicou  a Resolução 662, alterando pontualmente a Resolução 242 na forma de identificação da homologação dos produtos de telecom, além de suprimir o código de barras.

Informações detalhadas em:

A Resolução 242 já com as alterações está disponível em:

Fonte: LABRE RJ

Citação | Publicado em por | Marcado com

Circuito simples de Ventoinha Automática para Transceptores

Quando eu era mais ativo no radioamadorismo e montei uma BBS em packet radio para teste quase queimei meu rádio VHF, tive que colocar uma ventoinha já que apesar de ter um grande dissipador, ele não era o suficiente para esfriar o rádio.

Os transceptores de potência de  HF vem originalmente com um sistema de refrigeração forçada, mas a maioria dos rádios VHF não tem esse acessório incorporado. Este circuito eletrônico apresentado aqui vem justamente suprir essa deficiência, principalmente para quem pretende usar seu transceptor de maneira intensiva e com períodos de transmissão muito longo.

Ventoinha Automática para Rádios VHF

Circuito simples de Ventoinha Automática para TransceptoresCircuito simples de Ventoinha Automática para Transceptores

O circuito é bem simples, seu princípio de funcionamento é de um detector de RF, quando ele detecta qualquer sinal de Radio Freqüência através do cabo coaxial, ele liga a ventoinha, isso quer dizer que toda vez que o rádio transmitir,  a ventoinha vai ser acionado e com isso resfriando o rádio.

O sensor é L1, que é feito enrolando 10 voltas de fio rígido esmaltado 24 AWG em torno do cabo coaxial que liga o rádio até a antena, dependendo da potência do rádio você vai ter que adicionar mais algumas voltas para que o detector consiga detectar o RF. O diâmetro do fio também não é critico, você pode testar outros diâmetros, sendo que mais finos mais voltas em torno do cabo você vai dar.

O funcionamento da Ventoinha automática para Rádio Transmissor

Depois que o sinal é detectado por L1, D1 retifica o sinal e C1 filtra, o resultado é enviado para base de Q1 ( LM398 ) e R1 mantém a base do transistor para a terra durante os períodos de não detecção, ele também ajuda no acoplamento de Q1.

Esse circuito pode ter dezenas de utilidades já que é capaz de detectar a transmissão de RF em cabos coaxiais. O Autor do circuito é  Jay F. Hamlin, WB6HBS.

Citação | Publicado em por | Marcado com

Vamos Perder Frequências em Uhf

Vocês ainda querem UHF: De 430 MHZ a 440 MHZ ?
* Direto ao ponto, leiam no link abaixo, o que tá rolando !
É uma **Consulta Pública** da ANATEL !
….
E daí ? Daí que se se ficarmos “quietos” a perdemos !
Participe, opine e DIGA NÃO ao SLP em nossa Faixa.
Ainda dá tempo: MEXAM-SE !

Aqui: http://sistemas.anatel.gov.br/…/Contribu…/TextoConsulta.asp…

Procure a LABRE para uma “ajuda jurídica”
ALÔ LABRE do BRASIL: SOCORRO ! 

Assine a petição clique no link:

https://www.change.org/p/anatel-contra-a-destina%C3%A7%C3%A3o-de-faixas-de-radioamadorismo-para-o-slp?recruiter=515044814&utm_source=share_petition&utm_medium=copylink

Citação | Publicado em por | Marcado com

Como Se Escrever Para Fazer a Prova Para Radioamador

Publicado em Radioamadorismo | Marcado com

Prezados Contribuintes e Representantes :

A Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel comunica aos outorgados de serviços de telecomunicações que os boletos bancários para pagamento da Taxa de Fiscalização de Funcionamento (TFF) e da Contribuição para o Fomento da Radiodifusão Pública (CFRP), com vencimento em 31/03/2016, estão disponíveis para impressão no sítio eletrônico da Agência.

 

A Anatel ressalta que não enviará os boletos pelos Correios, devendo o contribuinte proceder à retirada tão somente pelo sítio da Agência. Para imprimir os boletos, acesse o link a seguir: sistemas.anatel.gov.br/boleto

A impressão das guias de pagamento não requer cadastramento, bastando apenas o contribuinte informar o CPF ou CNPJ e o número do Fistel correspondente.

O número do Fistel é um código numérico composto de onze dígitos que identifica a autorização que o usuário possui para determinado serviço. Assim, cada outorga, equivalerá a um número de Fistel. 

Esse código pode ser encontrado nos seguintes documentos: 

1. Boletos Bancários antigos  

Verificar os campos Nosso Número (Fistel) ou Número Referência (NRO) ou, ainda, o campo Mensagem

2. Notificações/Comunicado de Lançamentos  

Verificar o cabeçalho ou o verso das notificações.  

Informações adicionais podem ser solicitadas à Central de Atendimento, pelo telefone 1331, ou no Sistema de Suporte do Atendimento aos Usuários disponibilizado no sítio focus.anatel.gov.br/focus  

Caso não possua mais outorga de um serviço licenciado pela Anatel, ou já tenha efetuado o pagamento dos tributos, favor desconsiderar essa mensagem.

Atenciosamente, 

Gerência de Finanças, Orçamento e Arrecadação – AFFO

Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel

Citação | Publicado em por | Marcado com

A Turma da Faixa Do Cidadão estão de Parabéns

logo Sul Rs

Logo Do Grupo Sul Rs

 

37035_1746829482205904_2193710043230164554_nCamisas Do Grupo

Para Mais informações:

https://grupopxsulrs.wordpress.com/

Citação | Publicado em por | Marcado com